s
 
Notícias
  - Página inicial
  - Galeria de fotos
- História do municipio
  - Localização
   
Arquivo de notícias
  - Notícias de 2013
  - Notícias de 2012
  - Notícias de 2010
  - Notícias de 2009
  - Notícias de 2008
  - Notícias de 2007
  - Notícias de 2006
 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Campanha de mobilização contra Leishmaniose em Piquerobi

A Prefeitura Municipal de Piquerobi, por meio da Secretaria Municipal de Saúde, participa da campanha de mobilização contra a Leishmaniose, promovida pelo Ministério da Saúde. A mobilização consiste na intensificação das ações, a fim de proteger cães e a população do protozoário transmissor "Lutzomya Longipalpis" também conhecido como mosquito palha. Um doença infecciosa que afeta vários animais além do homem.

Segundo a Drª Fernanda Deak, medica veterinária: "Esse mosquito (fêmea) pica um animal reservatório que já esta infectado (Ex: cães), leva de 5 a 7 dias para se tornar infectante efetivamente e só assim é capaz de transmitir a doença a humanos e novos animais". Piquerobi não conta com casos humanos da doença, porém o mosquito (vetor), já foi encontrado no município além de cães infectados.

Os sintomas em humanos podem ser febre, anemia, perca de peso, emagrecimento, lesões na pele, amento de baço, fígado. No cão, emagrecimento, apatia, falta de apetite, crescimento de unhas, crostas na pele, queda de pelo.

Por ser o mosquito palha o único meio de transmissão, garante ao individuo o contato entre pessoas infectadas ou cão infectado, sem que ocorra o risco de transmissão.

Prevenção, o mosquito palha não se prolifera em água parada como o mosquito da dengue e sim em matéria orgânica, como amontoado de folhas, fezes de animais, lixo, ou seja, todo material orgânico que garanta umidade. Além desses cuidados com o ambiente, outra forma viável de prevenção seria o uso de telas em canis, repetente no animal e o uso de coleiras antiparasitária (deltametrina a 4%); que segundo a Medica Veterinária é valido lembrar que não se trata da mesma coleira para carrapato.

A ação do município na prevenção vai de visitas a residências juntamente com SUCEN (Superintendência de Controle de Endemias) que realiza vistorias e orientações para prevenção do mosquito. Dos cães com possíveis contamino da doença, são coletadas amostras de sangue (3ml) para realização do "teste rápido", manuseados no Centro de Zoonoses Municipal e cedidos pelo Governo do Estado. Com resultado positivo no animal, esse mesmo teste é encaminhado ao Instituto Adolpho Lutz (Presidente Prudente) para realização de exames mais específicos. Como não existe tratamento em animais sendo comprovado a doença no cão esse mesmo por segurança da família e do ambiente devem ser eutanasiados. Já em casos de vítimas humanas, o tratamento e cedido pelo SUS (Sistema Único de Saúde). Para mais informações sobre a Leishmaniose ou realização do teste rápido em animais, entre em contato com a médica veterinária Fernanda Deak, que esta disponível no Posto de Saúde Municipal (Setor Zoonoses). Lembrando que o teste é totalmente gratuito. Informou a Prefeitura Municipal de Piquerobi.

Weverson Nascimento - Assessoria de Imprensa Municipal.